Total Crédito Brasil
Somos um site especializado em finanças, oferecendo informações atualizadas sobre crédito, cartões de crédito, instituições bancárias, fintechs e benefícios sociais.

Moeda “ULTRA RARA” dos Direitos Humanos está valendo hoje (08/05) R$ 6.000,00

As moedas comemorativas detêm uma posição privilegiada entre os colecionadores, valorizadas não somente por sua importância financeira, mas também por seu rico conteúdo histórico e cultural.

Moeda COMEMORATIVA dos DIREITOS HUMANOS pode valer mais de R$ 6.000,00 hoje (0305)

Particularmente notável é a moeda comemorativa dos Direitos Humanos, que simboliza um significativo avanço na defesa da igualdade e da justiça social.

Além de atrair os aficionados por numismática, esta moeda também desvenda uma intrigante narrativa sobre a evolução e o reconhecimento dos direitos fundamentais.

Moeda Comemorativa dos Direitos Humanos

A moeda comemorativa dos Direitos Humanos, cunhada em 1998, foi emitida para celebrar o Cinquentenário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

-

Este marco histórico representa um ponto crucial na promoção dos direitos humanos globalmente, e a moeda em questão se estabeleceu como um emblema perdurável dessa causa.

De acordo com especialistas, foram produzidos somente 600 mil exemplares desta moeda, conferindo-lhe uma condição de raridade e exclusividade. Essa produção limitada é um dos fatores que elevam seu valor no âmbito do mercado de colecionáveis.

A avaliação e classificação da moeda

-

Conforme indicado pelo catálogo oficial das moedas brasileiras, a moeda comemorativa dos Direitos Humanos é cotada em aproximadamente R$ 750, quando em estado de conservação “flor de cunho”, isto é, sem marcas visíveis de desgaste.

Contudo, o Livro Bentes das Moedas do Brasil assinala um valor potencialmente mais elevado para exemplares mantidos em condição impecável. Nestas circunstâncias, a moeda pode alcançar um valor de até R$ 6.500.

Para obter essa apreciação máxima, a moeda deve satisfazer dois requisitos específicos:

  1. Possuir um certificado de autenticidade e qualidade emitido pela NGC (Numismatic Guaranty Company) ou pela PCGS (Professional Coin Grading Service).
  2. Receber uma classificação de no mínimo MS 68 por estas instituições, o que reflete uma condição geral excelente, com aparência pristina, brilho original e ausência de defeitos visíveis.

Segue abaixo uma tabela que ilustra o valor estimado da moeda comemorativa dos Direitos Humanos, baseado em sua classificação.

ClassificaçãoValor Estimado (R$)
MS 651.800
MS 662.700
MS 674.000
MS 686.500

É relevante destacar que essas avaliações representam apenas estimativas, sujeitas a variações conforme a demanda e o interesse do mercado colecionador.

Conforme dados apresentados em um vídeo especializado, apenas 34 exemplares possuem a classificação MS 68, elevando significativamente o interesse e a procura por essas moedas entre os aficionados por numismática.

Fatores que influenciam o valor das moedas comemorativas

Além da condição de conservação e da autenticidade, diversos fatores impactam o valor das moedas comemorativas, incluindo:

  • Raridade: A escassez de exemplares disponíveis eleva o valor da moeda;
  • Demanda do Mercado: O interesse e a procura por parte dos colecionadores influenciam diretamente sua valorização;
  • Relevância Histórica: Moedas que homenageiam eventos ou figuras significativas geralmente possuem maior valor;
  • Características Estéticas: Aspectos como beleza e design também são considerados pelos colecionadores;
  • Flutuações Econômicas: O preço das moedas pode flutuar conforme as condições econômicas vigentes.

Esses fatores, ao interagirem, contribuem para uma valorização constante das moedas comemorativas, tornando-as investimentos atraentes para entusiastas da numismática.

Moeda Comemorativa dos Direitos Humanos como investimento

Para os colecionadores, a moeda comemorativa dos Direitos Humanos transcende o mero interesse pessoal, configurando-se também como um investimento potencialmente rentável.

Considerando sua escassez, importância histórica e potencial de apreciação, esta moeda emerge como uma alternativa destacada para aqueles interessados em diversificar seus investimentos.

Ao obter uma moeda comemorativa dos Direitos Humanos em condição impecável e devidamente certificada, o colecionador não só adquire uma peça singular, mas também investe em um ativo que tem a expectativa de valorização substancial ao longo do tempo.

Esta possibilidade de ganho financeiro, somada ao encanto pessoal pelo valor histórico e simbólico da moeda, amplifica o interesse dos entusiastas da numismática na aquisição desse item.

Moeda Comemorativa dos Direitos Humanos como Patrimônio Cultural

Além de seu valor monetário e simbólico, a moeda comemorativa dos Direitos Humanos constitui um patrimônio cultural da nação.

Esta peça rara e emblemática não só captura um episódio crucial na história do Brasil, mas também espelha os esforços internacionais dedicados à promoção da igualdade e à proteção dos direitos fundamentais.

A preservação e valorização dessas moedas são essenciais para a perpetuação da memória coletiva e para o entendimento da evolução dos princípios democráticos e humanitários.

Ao integrarem o patrimônio cultural brasileiro, essas moedas enriquecem a identidade nacional e fortalecem a conscientização sobre a relevância da defesa dos direitos humanos.