Total Crédito Brasil
Somos um site especializado em finanças, oferecendo informações atualizadas sobre crédito, cartões de crédito, instituições bancárias, fintechs e benefícios sociais.

CPF PREMIADO hoje (14/05)! Brasileiros acordam com R$ 8,02 bilhões para receber. Confira se você recebeu o valor!

CONFIRA EM SUA CONTA! O Caixa Tem liberou R$ 540,00, deixando os brasileiros pulando de alegria

Considere a hipótese de se deparar com a existência de fundos esquecidos em alguma instituição financeira, aguardando reivindicação. Tal cenário está se tornando cada vez mais proeminente para muitos brasileiros.

Recentemente, o Banco Central (BC) do Brasil divulgou que, até o final de março deste ano, a cifra de R$ 8,02 bilhões em valores pendentes ainda não foram resgatados por cidadãos e empresas.

Este montante representa uma considerável oportunidade para milhões de indivíduos e organizações recuperarem recursos que legitimamente lhes pertencem, mas que foram inadvertidamente extraviados dentro do sistema financeiro.

O Sistema de Valores a Receber (SVR) para CPF PREMIADO

O Sistema de Valores Residuais (SVR), implementado pelo Banco Central em 2022, constitui o mecanismo encarregado de restituir esses montantes esquecidos aos seus legítimos proprietários. Desde sua inauguração, 63,8 milhões de titulares de contas foram incluídos na relação de beneficiários, com apenas 31,1% deles, correspondentes a 19,8 milhões, tendo realizado o resgate até o momento.

-

A predominância dos valores a serem reivindicados se concentra em quantias relativamente modestas. Aproximadamente 63,54% dos beneficiários têm direito a valores de até R$ 10, enquanto 24,95% possuem montantes entre R$ 10,01 e R$ 100.

Somente 1,76% dos titulares de contas têm direito a valores superiores a R$ 1 mil. Após um intervalo de quase um ano de inatividade, o SVR foi reativado em março de 2023, incorporando diversas inovações.

-

Dentre estas, destaca-se a capacidade de consulta e resgate de valores pertencentes a indivíduos falecidos, simplificando o acesso para herdeiros, testamenteiros, inventariantes ou representantes legais.

Outras melhorias abrangem a disponibilização de impressão de telas e protocolos de solicitação, a inclusão de todos os tipos de valores previstos na regulamentação do SVR, e a implementação de uma sala de espera virtual, que possibilita que todos os usuários realizem a consulta no mesmo dia, sem necessidade de um agendamento baseado no ano de nascimento ou na data de fundação da empresa.

Novas fontes de recursos no Sistema Valores a Receber

Além das fontes de recursos preexistentes, tais como contas-corrente ou poupanças encerradas, o Sistema de Valores Residuais (SVR) agora abarca também valores esquecidos em contas de pagamento pré ou pós-pagas encerradas, bem como contas de registro mantidas por corretoras e distribuidoras encerradas, e outros recursos disponíveis nas instituições financeiras.

O Banco Central enfatiza que todos os serviços oferecidos pelo SVR são inteiramente gratuitos e que a instituição financeira responsável pelo valor a ser resgatado é a única autorizada a contatar o cidadão.

O órgão adverte que nenhum dado pessoal, incluindo senhas, deve ser compartilhado com terceiros, pois isso poderia constituir um golpe de estelionato.

Apesar dos avanços, o resgate efetivo dos valores ainda enfrenta alguns desafios. Até o final de março, apenas 31,1% dos beneficiários haviam realizado o saque, deixando mais de R$ 8 bilhões ainda por serem resgatados.

Isso se deve, em parte, à existência de pequenas quantias, que frequentemente passam despercebidas ou não são priorizadas pelos titulares de conta.