Essas Moedas das Olimpíadas continuam valendo uma fortuna; conheça as moedas

Você guardou alguma moeda das Olimpíadas e está precisando de dinheiro rápido? Descubra agora os modelos que se valorizaram nos últimos anos devido a um erro de cunhagem que passa despercebido pela maioria das pessoas.

Essas peças podem valer centenas de reais, e muitos numismatas estão dispostos a pagar valores altos por elas devido às suas peculiaridades. Quanto mais rara a moeda, mais valiosa ela tende a ser devido à dificuldade de adquiri-la.

Moeda do mascote Tom das Olimpíadas avaliada em R$ 800,00

Numismatas procuram modelos incomuns e escassos, pois desejam ser os únicos a possuírem esses itens. Com a alta demanda e a quantidade limitada de moedas raras, o valor delas pode alcançar patamares impressionantes.

Para quem não sabe, a numismática é o estudo e a especialização em cédulas, moedas e medalhas sob aspectos históricos, artísticos e econômicos. O termo também é usado para se referir ao colecionismo desses itens.

Moedas das Olimpíadas que valem muito

Nos últimos tempos, as moedas ganharam grande destaque no Brasil, especialmente após as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016. Já se passaram oito anos desde que a capital fluminense sediou o evento esportivo mundial, mas muitos brasileiros ainda guardam lembranças vivas.

-

Antes dos Jogos Olímpicos, as moedas não recebiam muita atenção no país, sendo um interesse restrito a poucos colecionadores. No entanto, após o evento, o interesse por moedas cresceu expressivamente, alcançando pessoas que antes não demonstravam qualquer interesse.

Para comemorar as Olimpíadas no Brasil, o Banco Central (BC) lançou 17 moedas exclusivas de 1 real, que se tornaram ícones do evento. Essas moedas traziam estampas de modalidades olímpicas e paraolímpicas, despertando o interesse de muitos.

Confira as modalidades olímpicas representadas nas moedas:

  • Atletismo
  • Boxe
  • Basquetebol
  • Futebol
  • Golfe
  • Judô
  • Natação
  • Rugby
  • Vela
  • Voleibol

-

Moeda rara das Olimpíadas de 2016

Também foram fabricados modelos em homenagem às Paraolimpíadas, dedicados a atletas com algum tipo de deficiência:

  • Atletismo paralímpico
  • Natação paralímpica
  • Paracanoagem
  • Paratriatlo

A Casa da Moeda também produziu outros três modelos: dois mascotes dos Jogos Olímpicos, homenageando Tom Jobim e Vinícius de Moraes, e uma moeda simbolizando a entrega da bandeira olímpica de Londres para o Rio de Janeiro:

-

  • Entrega da bandeira
  • Mascote Tom
  • Mascote Vinícius

Com o tempo, tornou-se praticamente impossível encontrar esses modelos em circulação. Muitas pessoas guardaram as moedas olímpicas, evitando repassá-las. Por isso, há tantas ofertas desses itens na internet, pois muitos brasileiros ainda desejam completar essa coleção especial.

Moedas das Olimpíadas que valem R$ 1.300

O Banco Central (BC) frequentemente solicita a fabricação exclusiva e limitada de moedas em datas comemorativas e momentos de celebração, como as Olimpíadas. Essas edições especiais costumam valer uma fortuna devido à sua quantidade restrita.

Dois modelos de moedas das Olimpíadas, por exemplo, podem ser vendidos por até R$ 1.300, segundo o Catálogo Ilustrado Moedas com Erros. As moedas que representam as modalidades de boxe e rugby possuem um erro de fabricação conhecido como reverso invertido em 180º.

Para verificar se uma moeda possui o reverso invertido, basta girá-la na vertical, de cima para baixo ou vice-versa. Se, ao girar, o reverso ficar de ponta-cabeça, significa que está invertido, o que não deveria acontecer. Como a maioria das moedas não apresenta esse erro, o valor das que possuem esse defeito é significativamente maior.

Moeda da Bandeira Olímpica

Cada modelo olímpico teve uma tiragem de apenas 20 milhões, uma quantidade muito pequena comparada às moedas de 1 real, que geralmente têm centenas de milhões de unidades fabricadas anualmente. As moedas de boxe e rugby, com o erro de reverso invertido, valem R$ 650 cada. Portanto, quem possui ambos os exemplares pode conseguir R$ 1.300.

Veja como vender as moedas raras

Interessados em vender suas moedas raras têm várias opções à disposição. Confira abaixo as principais formas de comercializar esses exemplares para colecionadores:

  1. Grupos de colecionadores em redes sociais: Participe de grupos no Facebook dedicados à numismática para encontrar potenciais compradores.
  2. Lojas especializadas: Visite lojas físicas e online que se dedicam à compra e venda de moedas raras.
  3. Leilões de moedas raras: Participe de leilões, especialmente para itens de alto valor, pois oferecem um ambiente competitivo que pode aumentar o preço de venda.
  4. Plataformas online: Utilize sites como Mercado Livre e Shopee, que têm muitos usuários interessados em colecionar moedas raras.

Para conseguir preços justos, é importante aumentar o conhecimento sobre numismática e ganhar experiência no mercado. Os leilões, em particular, podem ser vantajosos, pois oferecem um ambiente competitivo que tende a elevar os preços de venda.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. AceitarLer mais