Total Crédito Brasil
Somos um site especializado em finanças, oferecendo informações atualizadas sobre crédito, cartões de crédito, instituições bancárias, fintechs e benefícios sociais.

Moeda “rara” das Olimpíadas de R$ 1,00 está avaliada em R$ 20 mil hoje (13/04)

A edição comemorativa das moedas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro tem despertado significativo interesse entre colecionadores em todo o território nacional.

Dentre os exemplares mais requisitados destaca-se a moeda de R$ 1, cujo valor pode alcançar até R$ 20 mil, particularmente se for bifacial, ou seja, apresentar ilustrações em ambos os lados.

Essa raridade, retratando dois atletas paralímpicos com próteses nas pernas, constitui objeto de desejo para numerosos colecionadores, como exemplificado por Roberto Alves de Souza, um dos mais destacados no Brasil. Este colecionador, em suas plataformas de mídia social, já manifestou disposição para desembolsar tal montante. Conforme suas estimativas, o valor da moeda pode até atingir a cifra de R$ 100 mil.

Quais os modelos raros de moedas?

Conforme análise de especialistas, a moeda comemorativa dos Jogos Olímpicos Rio 2016 figura entre as mais disputadas por colecionadores em território nacional, dada sua exímia raridade. Embora haja versões mais acessíveis, comercializadas por menos de R$ 100, a demanda pelos exemplares mais valorizados é incessante.

O Banco Central do Brasil introduziu no mercado 16 variações da moeda de R$ 1 para as Olimpíadas. A maior parte foi colocada em circulação a partir de novembro de 2014, entretanto, a mais escassa de todas foi emitida já em 2012, quando o país recebeu a bandeira olímpica após os Jogos de Londres.

-

As moedas destinadas à coleção tendem a se valorizar progressivamente, e as edições alusivas aos Jogos Olímpicos não fogem à regra.

Desde seu lançamento, esses exemplares têm experimentado um aumento de valor e são negociados a preços consideráveis em plataformas virtuais. Aquelas emitidas nos primeiros lotes, em 2014, são particularmente estimadas por sua escassez relativa no mercado.

-

Como é feita avaliação de uma moeda?

Para determinar o valor de uma moeda ou nota de potencial colecionável, é imperativo recorrer a catálogos especializados que disponibilizam informações sobre os preços vigentes desses itens. Diversos fatores, tais como a raridade, o estado de conservação e eventuais falhas na impressão, exercem influência sobre o valor de mercado de uma moeda.

Caso se depare com notas antigas em sua posse, é prudente consultar um especialista em numismática para realizar uma avaliação precisa da coleção.

Moeda de R$1,00 vale R$6.500 e deixa brasileiros loucos atrás dessa Moeda Rara!

Alternativamente, é possível recorrer a catálogos oficiais reconhecidos, como o “Catálogo Vieira Cédulas Brasileiras” e o “Bentes Livro Oficial das Moedas do Brasil 1500 – 2022“.

Ademais, a exploração de vídeos disponíveis na internet, nos quais colecionadores compartilham suas experiências e orientações sobre os modelos mais raros e os métodos para identificá-los, também se revela uma fonte valiosa de informação.