Total Crédito Brasil
Somos um site especializado em finanças, oferecendo informações atualizadas sobre crédito, cartões de crédito, instituições bancárias, fintechs e benefícios sociais.

Moeda de R$1,00 dos Jogos Olímpicos vale 8 mil reais hoje (15/05) e pode “mudar sua vida”

As moedas comemorativas de R$1, cunhadas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016, tornaram-se verdadeiros tesouros para colecionadores e entusiastas da numismática no Brasil.

Moedas das Olimpíadas de 2016 estão avaliadas em R$ 720 cada uma e podem MUDAR sua VIDA hoje

Inicialmente vistas como meras curiosidades, essas peças agora atraem um interesse crescente, impulsionado por sua raridade, excelente estado de conservação e associação com um evento de significativa importância histórica nacional.

Valorização das Moedas Olímpicas de R$1

O mercado de numismática no Brasil tem experimentado uma transformação notável, com moedas antes consideradas obsoletas e de valor limitado agora sendo reconhecidas como objetos de grande valorização entre colecionadores.

Neste cenário, as moedas comemorativas de R$1, emitidas por ocasião dos Jogos Olímpicos Rio 2016, emergem como foco principal do interesse desses entusiastas.

-

Fatores que determinam a valorização das moedas

Diversos fatores contribuem para a crescente valorização destas moedas, incluindo:

Contexto Histórico: A representação de um evento significativo, os Jogos Olímpicos Rio 2016, confere a estas moedas um valor simbólico notável.

-

Raridade: A produção limitada destas peças é um elemento crucial para sua valorização, pois a demanda tende a aumentar à medida que a disponibilidade diminui.

Estado de Conservação: Moedas em estado impecável, denominadas “flor de cunho”, são particularmente procuradas pelos colecionadores, alcançando preços significativamente mais altos.

Modalidades Esportivas Específicas: Moedas que retratam modalidades como boxe, natação paralímpica, vôlei e atletismo paralímpico são especialmente valorizadas.

Interesse Crescente: A demanda crescente por parte de colecionadores, tanto nacionais quanto internacionais, impulsiona continuamente a valorização destas moedas.

Raridade e Preservação: Pilares da Valorização

A raridade de uma moeda pode ser estabelecida por diversos critérios, como erros de cunhagem, edições especiais ou comemorações significativas.

No caso das moedas olímpicas de R$1, a limitação na produção é um fator decisivo para o seu valor. Conforme a tiragem se reduz, a demanda cresce, elevando os preços no mercado numismático.

Um outro fator determinante é o estado de conservação da moeda. Exemplares em condição impecável, quase sem sinais de uso, são particularmente valorizados pelos colecionadores, atingindo preços consideravelmente superiores em comparação com aqueles que apresentam desgaste ou danos.

Essa valorização da preservação reflete a predileção dos entusiastas por moedas que mantenham a máxima fidelidade à sua condição original.

Modalidades Esportivas: Destaques na Valorização

Entre as moedas olímpicas de R$1, algumas são particularmente valorizadas devido à representação de modalidades esportivas específicas. Moedas que retratam esportes como boxe, natação paralímpica, vôlei e, especialmente, a moeda dedicada ao atletismo paralímpico (frequentemente referida como “perna de pau”), são reconhecidas como as mais valiosas entre os colecionadores.

Boxe: Símbolo de Força e Determinação

A moeda olímpica de R$1 dedicada ao boxe é altamente valorizada pelos entusiastas da numismática. A representação deste esporte, notório pela sua intensidade física e mental, evoca qualidades de força, coragem e determinação, que ressoam profundamente com os colecionadores.

Natação Paralímpica: Superação e Inspiração

A moeda que retrata a natação paralímpica destaca-se igualmente pela sua valorização. Este exemplar simboliza a superação de desafios e a inspiração transmitida pelos atletas paralímpicos, atributos que cativam profundamente os entusiastas da numismática.

Vôlei: Elegância e Dinamismo

A moeda olímpica de R$1 representando o vôlei é igualmente valorizada. A elegância e o dinamismo encapsulados em sua imagem espelham os atributos deste esporte, conferindo-lhe um status de grande valor entre os colecionadores.

Esta moeda rara está valendo R$ 8 MIL hoje (15/04) e faz brasileiros saírem atrás dela

Atletismo Paralímpico: A “Perna de Pau”

A moeda dedicada ao atletismo paralímpico, comumente referida como “perna de pau”, é amplamente considerada a mais valiosa entre as moedas olímpicas de R$1. Sua representação distintiva e emblemática do esporte para pessoas com deficiência física a estabelece como um item altamente cobiçado pelos entusiastas da numismática.

Onde encontrar e vender as Moedas Olímpicas de R$1

Para aqueles interessados na aquisição ou venda dessas moedas colecionáveis, várias opções estão disponíveis. Grupos de numismáticos em redes sociais e plataformas online como Mercado Livre e Enjoei são comumente utilizados por colecionadores e vendedores. Contudo, é fundamental exercer vigilância para evitar fraudes e assegurar a autenticidade das peças.

Os grupos de numismáticos em plataformas como Facebook e WhatsApp proporcionam um ambiente dinâmico para a compra, venda e troca de moedas olímpicas de R$1. Nesses fóruns, os colecionadores podem interagir, trocar informações e negociar diretamente com outros aficionados.

Plataformas como Mercado Livre e Enjoei também são reconhecidas como canais eficazes para a comercialização dessas moedas. Nestes sites, os vendedores podem listar suas peças, enquanto os compradores têm a oportunidade de pesquisar, comparar preços e adquirir as moedas que desejam. No entanto, é crucial permanecer atento a possíveis fraudes e confirmar a autenticidade das moedas.