Total Crédito Brasil
Somos um site especializado em finanças, oferecendo informações atualizadas sobre crédito, cartões de crédito, instituições bancárias, fintechs e benefícios sociais.

NÃO TÁ FÁCIL! O ministro da DEFESA afirma que LULA e militares vivem um ‘absoluto entrosamento’, confira agora

Em uma entrevista concedida à CNN Brasil no último sábado, dia 11, o Ministro da Defesa, José Múcio, expressou profunda satisfação em relação ao atual relacionamento entre as Forças Armadas e o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores. Múcio enfatizou o “absoluto entrosamento” entre ambas as partes e declarou que há uma confiança mútua estabelecida entre o presidente, líder da esquerda, e as instituições militares.

Lei EXTRAORDINÁRIA assinada pelo LULA agora (07/05) altera o funcionamento dos cartões de crédito em TODO o BRASIL

Múcio também fez referência às críticas recebidas dentro do governo, especialmente após os eventos ocorridos em 8 de janeiro de 2023.

“Atualmente, estamos imersos em um ambiente de total harmonia entre as Forças Armadas e o governo“, afirmou Múcio. “Isso se deve, em parte, ao reconhecimento de que os militares são servidores públicos uniformizados. O clima atual é motivo de orgulho. O presidente da República desfruta de completa confiança por parte dos militares.”

-

Confira o que foi enfatizado pelo Ministro da Defesa

O ministro ressaltou que defendeu as Forças Armadas ao longo do ano de 2023. Durante a entrevista, ele fez questão de salientar que a instituição militar não esteve envolvida nas manifestações que o governo petista e uma parte da imprensa consideram como ‘ato golpista’.

-

“Tive familiares envolvidos naqueles movimentos, muitos me criticaram por minha posição”, recordou Múcio, “entretanto, considero que as críticas seriam ainda mais severas se tivesse ocultado essa informação.”

Conforme destacado pelo ministro, as suspeitas quanto ao envolvimento militar nas manifestações diminuíram após as prisões de membros das Forças Armadas.

“Após as delações ocorridas no início deste ano, posso afirmar com absoluta convicção que a suspeição foi devidamente individualizada”, declarou Múcio. “Quando os responsáveis não são identificados, a suspeita recai sobre a instituição como um todo, no caso, o Exército.”

-

Por fim, José Múcio expressou sua intenção de permanecer como ministro da Defesa até o término do mandato de Lula. Ele ressaltou que apenas deixará o cargo caso o presidente da República assim solicite.