Se você é mãe e faz parte do Bolsa Família NÃO pode perder esse ‘presente’ em JULHO

As mães brasileiras beneficiárias do programa Bolsa Família receberam uma excelente notícia para o mês de julho: o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) confirmou o pagamento de dois benefícios adicionais voltados para a primeira infância.

VITÓRIA HOJE Idosos podem ganhar até R$2.000,00 com dois benefícios Bolsa Família + BPC

Este suporte financeiro adicional chega em momento crucial, proporcionando apoio essencial para garantir o bem-estar e o desenvolvimento saudável das crianças de 0 a 6 anos.

O Benefício Primeira Infância, no valor de R$ 150, representa um subsídio significativo destinado especificamente às mães com filhos nessa faixa etária. Esses recursos podem ser utilizados para adquirir itens essenciais como alimentos, medicamentos e roupas, contribuindo diretamente para o cuidado e a qualidade de vida das crianças.

Critérios de Elegibilidade

Para receber o Benefício Primeira Infância, as mães devem estar cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico) e seus filhos de 0 a 6 anos devem estar devidamente registrados no sistema. Além disso, a família precisa cumprir os critérios de renda estabelecidos pelo Bolsa Família, os quais variam conforme a composição familiar.

Este benefício adicional desempenha um papel crucial no desenvolvimento integral das crianças, assegurando que suas necessidades básicas sejam satisfeitas.

-

Ao disponibilizar recursos financeiros adicionais, o programa possibilita que as famílias invistam em alimentação mais saudável, cuidados médicos adequados e outros itens essenciais para promover o crescimento e o bem-estar dos pequenos.

Datas de Pagamento do Bolsa Família em Julho

Último Dígito do NISData de Pagamento
118 de julho de 2024
219 de julho de 2024
322 de julho de 2024
423 de julho de 2024
524 de julho de 2024
625 de julho de 2024
726 de julho de 2024
829 de julho de 2024
930 de julho de 2024
031 de julho de 2024

Novos Benefícios do Bolsa Família

-

Além das medidas de antecipação dos pagamentos, o Governo Federal anunciou a inclusão de quase 200 mil novas famílias no programa Bolsa Família. Esta decisão, divulgada em junho, implica que os cidadãos aprovados terão direito aos benefícios a partir deste mês.

Com esta expansão, o programa Bolsa Família agora atende um total de 20,89 milhões de domicílios em todo o Brasil. Cada família recebe um benefício mínimo de R$ 600, além de eventuais complementos, sujeitos a critérios específicos de elegibilidade.

Adicionais do Programa Bolsa Família

-

O Bolsa Família também oferece complementos para públicos específicos, conforme os critérios estabelecidos. Abaixo estão os números atualizados de beneficiários que recebem esses complementos:

  • R$ 50 por mês para 1,038 milhão de gestantes
  • R$ 50 por mês para 15,5 milhões de jovens com idade entre sete e 18 anos incompletos
  • R$ 50 por mês para 373,4 mil nutrizes beneficiárias, ou seja, mães com bebês de até seis meses
  • R$ 150 por mês para 9,38 milhões de crianças com até seis anos de idade

Essas informações sobre a distribuição dos complementos estão disponíveis na página oficial do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Além disso, os valores podem ser consultados por meio do aplicativo do Bolsa Família, disponível para dispositivos Android e iOS.

Mães com mais de 2 filhos podem solicitar ANTECIPAÇÃO?

Sim, mães com mais de dois filhos podem solicitar a antecipação do Bolsa Família. A antecipação está disponível para todos os beneficiários do programa, independentemente do número de filhos.

Como atualizar o cadastro?

Agendamento: Entre em contato com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da sua cidade para agendar o atendimento. O CRAS é responsável pelo cadastramento e atualização no CadÚnico.

Documentação: No dia agendado, leve os documentos necessários, que podem incluir:

  • Documento de identidade (RG);
  • CPF;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Comprovante de residência atualizado;
  • Comprovante de renda recente de todos os membros da família.

Atendimento: Compareça ao CRAS no horário marcado e informe que deseja atualizar seu cadastro no CadÚnico. Um entrevistador realizará a atualização com base nas informações fornecidas e na documentação apresentada.

Confirmação: Ao final do processo, verifique se todos os dados estão corretos e atualizados. Caso haja alguma informação incorreta ou desatualizada, solicite a correção imediata.

Acompanhamento: Após a atualização, mantenha seus dados sempre atualizados e informe ao CRAS qualquer mudança na situação familiar ou de endereço para garantir que você continue elegível aos programas sociais.

Vitória Tormen

Natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, sou uma profissional comprometida com o desenvolvimento de conteúdos e a criação de posts otimizados para o Google News e Discover. Possuo uma vasta experiência em SEO técnico e SEO de conteúdo, garantindo que o material… Mais »