CadÚnicoBolsa FamíliaNotícias

Inscritos no CadÚnico ganham EXTRA de R$ 489,67 válido até o final de JULHO; veja como receber

Os cadastrados no Cadastro Único (CadÚnico) têm a possibilidade de receber um suplemento financeiro mensal de até R$ 489,67. Este auxílio representa um alívio significativo para muitas famílias brasileiras, especialmente aquelas em condições de vulnerabilidade.

PIX de R$9.200 confirmado pelo Governo para os inscritos neste novo programa social. Veja como fazer seu cadastro e ganhar a bolada!

Aproveitar as oportunidades oferecidas pelo CadÚnico pode ser uma estratégia eficaz para melhorar o padrão de vida e promover maior estabilidade financeira.

A seguir, você encontrará informações detalhadas sobre como essas iniciativas podem impactar positivamente sua família e como funciona o CadÚnico, incluindo os requisitos necessários para acessar esse benefício adicional.

O que é o Cadastro Único?

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, conhecido como CadÚnico, é um instrumento utilizado para identificar e caracterizar famílias de baixa renda no Brasil. Essas informações são fundamentais para o governo na formulação e implementação de políticas públicas destinadas a melhorar a qualidade de vida desses grupos familiares.

Como se inscrever no CadÚnico

  • Localize o CRAS: Procure o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo da sua residência. O CRAS é responsável pela realização do cadastro no CadÚnico.

-

  • Agende um Atendimento: Entre em contato com o CRAS para agendar um horário de atendimento. É comum que o cadastro seja feito mediante agendamento prévio.
  • Documentação Necessária: No dia agendado, leve os documentos necessários. Geralmente, são exigidos documentos como RG, CPF de todos os membros da família, certidão de nascimento das crianças, comprovante de residência (preferencialmente em nome do responsável familiar), comprovante de renda (se houver) e outros documentos que possam ser solicitados pelo atendente do CRAS.
  • Entrevista e Preenchimento: Durante o atendimento, um assistente social realizará uma entrevista para coletar informações sobre a composição familiar, renda, escolaridade, entre outros aspectos. Essas informações serão registradas no sistema do CadÚnico.
  • Conclusão do Cadastro: Após a entrevista e o preenchimento dos dados, o cadastro no CadÚnico será concluído. É importante verificar se todas as informações estão corretas antes de finalizar o processo.

-

  • Atualização de Cadastro: Mantenha seus dados sempre atualizados. Qualquer alteração na composição familiar, endereço ou renda deve ser comunicada ao CRAS para que o cadastro no CadÚnico esteja sempre atualizado.

Benefícios do CadÚnico

Os cadastrados no Cadastro Único têm acesso a uma gama de programas sociais, incluindo o Bolsa Família, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a Tarifa Social de Energia Elétrica. Essas iniciativas são projetadas para mitigar as disparidades sociais e promover condições de vida mais dignas para famílias em estado de vulnerabilidade.

-

Desconto na parcela: Benefício extra

Neste mês, os cadastrados no Cadastro Único têm a oportunidade de receber um desconto de até R$ 489,67, representando uma significativa economia para milhares de brasileiros.

Especificamente, este valor corresponde à média de uma parcela do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), proporcionando um alívio financeiro considerável para muitas famílias e ampliando o acesso dos jovens à educação superior.

Esse benefício é resultado de políticas públicas voltadas para aumentar o poder de compra das famílias de baixa renda e promover oportunidades educacionais.

Critérios do Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação voltado para financiar a graduação em instituições privadas de ensino superior.

Os inscritos no Cadastro Único podem beneficiar-se de descontos nas parcelas do financiamento do Fies, podendo alcançar até R$ 489,67 neste mês.

Para participar do Fies, o estudante precisa satisfazer aos seguintes critérios:

  • Renda familiar: A renda familiar mensal bruta per capita deve ser de até três salários mínimos.
  • Nota no Enem: O candidato deve ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 e ter obtido média mínima de 450 pontos nas provas objetivas, sem zerar a redação.
  • Inscrição no Fies: O estudante deve realizar sua inscrição no processo seletivo do Fies e ser aprovado. As inscrições são feitas exclusivamente pelo site do Fies.
  • Instituição de ensino: É necessário estar matriculado em uma instituição de ensino superior participante do programa.
  • Cadastro Único: Para obter descontos adicionais, é imprescindível que o estudante esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

Vitória Tormen

Natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, sou uma profissional comprometida com o desenvolvimento de conteúdos e a criação de posts otimizados para o Google News e Discover. Possuo uma vasta experiência em SEO técnico e SEO de conteúdo, garantindo que o material… Mais »