E AGORA? PF prendeu nesta sexta-feira (31/05) os SUSPEITOS de ameaçarem os familiares de Alexandre de Moraes

Nesta sexta-feira, 31, a Polícia Federal efetuou a prisão de dois indivíduos acusados de ameaçar familiares do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). As detenções ocorreram em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Decisão EXCEPCIONAL pelo STF saiu agora (07/05). Alexandre de Moraes BATEU O MARTELO em 2 DECISÕES que chegam fortes no INSS e Bolsa Família, válidas para todos os CPFs
Foto: reprodução

Paralelamente, os agentes realizaram mandados de busca e apreensão em locais associados aos suspeitos. Essas diligências foram solicitadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) no contexto do inquérito das fake news, em andamento no STF desde 2019, que investiga ameaças e difamações contra autoridades e instituições.

Um dos indivíduos sob investigação é o fuzileiro naval Raul Fonseca de Oliveira. Dado o envolvimento de um militar ativo, a alta cúpula da Marinha foi previamente informada e enviou representantes para acompanhar a operação. O sargento foi abordado em sua residência, localizada na Ilha do Governador (RJ), pela equipe da PF. O segundo detido é Oliveirino de Oliveira Junior.

A investigação teve início em abril, após o recebimento de e-mails anônimos contendo ameaças dirigidas ao Supremo. Nessas mensagens, os suspeitos afirmavam a intenção de perpetrar um suposto ataque com bombas, além de declararem ter conhecimento sobre os deslocamentos da filha do ministro Moraes.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. AceitarLer mais