CRAS emite nota CONFIRMANDO o prazo estendido para recebimento da cesta básica; confira as datas

Os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) têm desempenhado um papel crucial ao iniciar a distribuição de cartões alimentação para os inscritos no Cadastro Único, incluindo os beneficiários do Bolsa Família. Esse benefício, que também pode ser concedido na forma de cesta básica, visa principalmente combater a insegurança alimentar e reduzir a desnutrição entre as famílias em situação de vulnerabilidade.

Foto: reprodução

Entendendo o Cartão Alimentação e sua Distribuição

É importante esclarecer que o cartão alimentação e as cestas básicas não são iniciativas do governo federal diretamente associadas ao programa de transferência de renda Bolsa Família. Embora muitos beneficiários do Bolsa Família também sejam elegíveis para receber o cartão alimentação, ambos os programas têm o objetivo comum de atender às necessidades das famílias mais carentes.

No entanto, a responsabilidade pelo financiamento e gestão do cartão alimentação recai sobre alguns municípios específicos que possuem recursos destinados para essa finalidade.

Quem Tem Direito ao Cartão Alimentação do Bolsa Família?

Para receber o cartão alimentação ou as cestas básicas, é necessário atender aos seguintes critérios principais:

  1. Residência em Município Participante: A distribuição do cartão alimentação ou das cestas básicas ocorre apenas em determinados municípios que têm orçamento destinado para essa finalidade. Não são todas as cidades que oferecem esse benefício.
  2. Inscrição no Cadastro Único: É fundamental que os dados do beneficiário estejam atualizados no Cadastro Único, um sistema utilizado pelo governo federal para identificar e acompanhar as famílias de baixa renda.
  3. Beneficiário do Bolsa Família: Os titulares do Bolsa Família são geralmente os mais indicados para receber o cartão alimentação, pois já estão identificados como vivendo em situação de pobreza ou extrema pobreza.

-

Procedimentos para Retirada do Cartão Alimentação

Para verificar a disponibilidade do benefício e proceder com a retirada, os interessados devem procurar o CRAS mais próximo. Em algumas localidades, como no Distrito Federal, a retirada é feita diretamente em instituições bancárias designadas, como o Banco de Brasília, onde os beneficiários recebem um crédito de R$ 250.

Em outras regiões, o processo pode variar, mas geralmente envolve:

-

  • Verificação da Disponibilidade: Consultar o CRAS para confirmar se o município realiza a distribuição do cartão alimentação ou cestas básicas.
  • Solicitação e Retirada: Caso o benefício esteja disponível, apresentar um documento de identificação com foto para solicitar e retirar o cartão ou cestas.
  • Assinatura de Recebimento: Assinar um termo confirmando o recebimento do benefício.

Infelizmente, caso o CRAS local informe que não há distribuição no município, não há legislação que obrigue a prefeitura a fornecer esses recursos.

Portanto, a concessão do cartão alimentação depende exclusivamente da disponibilidade de orçamento local e da adesão específica de cada município ao programa. É essencial que os beneficiários estejam atualizados sobre as políticas locais para garantir o acesso a esse importante recurso de segurança alimentar.

Vantagens do CRAS

-

1. Assistência Integral

Os CRAS oferecem assistência integral às famílias em situação de vulnerabilidade, abrangendo desde apoio psicossocial até orientações sobre direitos e acesso a programas sociais. Isso inclui atendimento individualizado para entender e resolver questões específicas que afetam o bem-estar familiar.

2. Inclusão Social e Cidadania

Promovem a inclusão social ao proporcionar orientações sobre direitos civis, previdenciários e trabalhistas. Isso capacita os beneficiários a entenderem seus direitos e a acessarem serviços públicos e benefícios sociais de maneira informada e eficaz.

3. Fortalecimento de Vínculos Familiares e Comunitários

Atividades como grupos de convivência e oficinas socioeducativas ajudam a fortalecer os vínculos familiares e comunitários. Essas iniciativas são essenciais para promover um ambiente de apoio e colaboração entre os moradores locais.

4. Acompanhamento Psicossocial

Profissionais qualificados oferecem acompanhamento psicossocial, ajudando as famílias a lidarem com desafios emocionais e a desenvolverem habilidades para enfrentar dificuldades cotidianas.

5. Orientação e Encaminhamento para Serviços Especializados

Os CRAS orientam e encaminham os usuários para serviços especializados quando necessário, como saúde, educação e assistência jurídica. Isso garante que as famílias tenham acesso aos recursos adequados para resolver suas necessidades específicas.

6. Programas de Transferência de Renda e Benefícios Sociais

Facilitam o acesso a programas como o Bolsa Família e outros benefícios sociais, ajudando as famílias a superarem a pobreza e alcançarem maior estabilidade econômica.

7. Promoção de Autonomia e Empoderamento

Por meio de capacitações e cursos profissionalizantes, os CRAS promovem a autonomia e o empoderamento dos indivíduos e famílias, incentivando o desenvolvimento de habilidades que contribuem para a geração de renda e melhoria da qualidade de vida.

Os CRAS são peças fundamentais na rede de assistência social do país, proporcionando suporte integral e promovendo a inclusão social e cidadania. Suas ações são essenciais para fortalecer as comunidades e melhorar as condições de vida das famílias em situação de vulnerabilidade.

Vitória Tormen

Natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, sou uma profissional comprometida com o desenvolvimento de conteúdos e a criação de posts otimizados para o Google News e Discover. Possuo uma vasta experiência em SEO técnico e SEO de conteúdo, garantindo que o material… Mais »