Total Crédito Brasil
Somos um site especializado em finanças, oferecendo informações atualizadas sobre crédito, cartões de crédito, instituições bancárias, fintechs e benefícios sociais.

COLECIONADORES ENTRAM EM CHOQUE ao saber o valor que está NOTA de mil cruzeiros vale

Datada de 1990, como componente integrante do Plano Collor, a mencionada nota ostenta um caráter especial ao prestar homenagem aos povos indígenas, tendo sido produzidas apenas 5 milhões de unidades.

INSS Confirma PRESENTÃO HOJE (22/02): Idosos receberão pagamentos de até R$7 mil e brasileiros festejam de alegria

Apresentando a efígie de Cândido Rondon em sua face principal e um casal indígena em seu verso, esta cédula se erige como uma relíquia de valor singular. Sua raridade a torna ainda mais valorizada quando mantida em estado de preservação adequado.

Essa nota rara vale ouro para os colecionadores

-

Esta cédula figura como um elemento significativo na trajetória histórica do Brasil, possuindo um valor considerável para os entusiastas de colecionismo.

Ao longo do século XX, o país adotou três distintas denominações monetárias: o cruzeiro, introduzido em 1942 em substituição ao mil-réis; o cruzeiro novo, em 1970; seguido pelo cruzado novo, antecedendo a implementação do cruzeiro real em 1993.

-

A mencionada cédula de mil cruzeiros, objeto de nossa discussão, foi emitida em maio de 1990, como parte integrante do Plano Collor. Apresentando a efígie de Cândido Rondon em sua face principal, este destacado engenheiro militar e sertanista que explorou vastas regiões do território brasileiro.

Em sua face posterior, exibe a representação de um casal indígena pertencente à etnia Karajá, residente nas proximidades do rio Araguaia. Essa nota detém um caráter singular por ser a primeira na história do Brasil a prestar homenagem aos povos indígenas.

Ademais, apenas 5 milhões de unidades foram produzidas, conferindo-lhe um status de exímia raridade e aumentando ainda mais sua apreciação por parte dos interessados.

-

Caso possua uma dessas cédulas em sua posse, é prudente considerar a consulta a um especialista para determinar seu valor atual no mercado.

Salienta-se que o estado de conservação desempenha um papel crucial no preço final da cédula. Portanto, se busca obter um montante adicional, é recomendável preservá-la da melhor forma possível.

É importante ressaltar que as cédulas antigas transcendem sua mera materialidade, representando elementos fundamentais da história nacional.

O exemplar de mil cruzeiros com a representação do casal indígena é emblemático nesse contexto. Possuir uma dessas em domicílio significa potencialmente ter em mãos não apenas um artefato histórico, mas também uma oportunidade financeira significativa.

Onde vender notas raras?

-

Se almeja vender notas raras, existem diversas alternativas disponíveis para encontrar potenciais compradores.

Uma das abordagens mais acessíveis consiste em utilizar os mercados online, tais como eBay, Mercado Livre e Etsy. Nessas plataformas, é possível criar anúncios detalhados, munidos de imagens nítidas e descrições minuciosas, alcançando uma audiência global de possíveis interessados.

Outra possibilidade é participar de feiras e eventos voltados ao colecionismo. Esses encontros congregam aficionados dedicados em busca de novos acréscimos às suas coleções.

Adicionalmente, é viável explorar estabelecimentos especializados em numismática, os quais se dedicam à compra e venda de moedas e notas raras. Tais locais oferecem avaliações profissionais das peças, bem como a oportunidade de concretizar transações diretamente.

Leilões especializados também representam uma alternativa relevante. Casas de leilão especializadas em itens de colecionismo atraem colecionadores sérios, frequentemente resultando em valores elevados para itens de grande valor.

Por fim, grupos de colecionadores online e redes sociais proporcionam oportunidades para estabelecer conexões com compradores interessados.