Total Crédito Brasil
Somos um site especializado em finanças, oferecendo informações atualizadas sobre crédito, cartões de crédito, instituições bancárias, fintechs e benefícios sociais.

Aumento de R$ 500 no salário mínimo foi confirmado pelo Lula + 2 viradas no INSS ainda em maio

Preparando-se para definir os parâmetros dos benefícios oferecidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para o ano de 2025, o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva já promulgou duas significativas alterações destinadas aos trabalhadores.

Aumento de R$ 500 no salário mínimo foi confirmado pelo Lula + 2 viradas no INSS ainda em maio

Nesse contexto, é de interesse dos cidadãos brasileiros acompanhar de perto os montantes do salário mínimo e de todos os demais benefícios providos pelo INSS.

Conforme reportado pela Folha de S.Paulo, anualmente ocorre a revisão dos benefícios do INSS, uma questão observada com atenção pelos aposentados.

-

Essa atualização é determinada com base na inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O valor mínimo das aposentadorias está vinculado ao salário mínimo e sofre um reajuste real, superando a inflação. De acordo com projeções da Genial Investimentos, estima-se que o salário mínimo possa atingir a marca de R$ 1.508,66 em 2025, enquanto o teto dos benefícios poderia alcançar R$ 8.092,54.

-

As estimativas dos especialistas divergem das divulgadas pelo governo, que prevê um salário mínimo de R$ 1.502 para o próximo ano. Tais valores foram calculados a pedido da mencionada reportagem. O propósito do reajuste é mitigar os efeitos da inflação sobre a renda dos beneficiários.

Confira os valores das faixas dos benefícios do INSS para 2025

Faixa do benefício202320242025
Faixa 1 (salário mínimo)R$ 1.320,00R$ 1.412,00R$ 1.508,66
Faixa 2R$ 1.500,00R$ 1.555,00R$ 1.616,89
Faixa 3R$ 2.000,00R$ 2.074,20R$ 2.155,86
Faixa 4R$ 2.500,00R$ 2.592,75R$ 2.694,82
Faixa 5R$ 3.000,00R$ 3.111,30R$ 3.233,79
Faixa 6R$ 3.500,00R$ 3.629,85R$ 3.772,75
Faixa 7R$ 4.000,00R$ 4.148,40R$ 4.311,71
Faixa 8R$ 4.500,00R$ 4.666,95R$ 4.850,68
Faixa 9R$ 5.000,00R$ 5.185,50R$ 5.389,64
Faixa 10R$ 5.500,00R$ 5.704,05R$ 5.928,61
Faixa 11R$ 6.000,00R$ 6.222,60R$ 6.467,57
Faixa 12R$ 6.500,00R$ 6.741,15R$ 7.006,54
Faixa 13R$ 7.000,00R$ 7.259,70R$ 7.545,50
Faixa 14R$ 7.500,00R$ 7.778,25R$ 8.084,47
Faixa 15 (teto)R$ 7.507,49R$ 7.786,02R$ 8.092,54
Folha de São Paulo

-

Conforme reportado pela Gaúcha ZH, uma portaria assinada pelo Governo será revogada. A decisão teria sido tomada sem a devida consulta prévia à Casa Civil e ao Ministério da Fazenda. Especialistas familiarizados com as discussões afirmam que o impacto nas finanças públicas poderia ultrapassar a marca de R$ 5 bilhões, comprometendo assim a meta fiscal.

Embora seja comum o pagamento de um salário extra para aqueles afetados por eventos climáticos, isso geralmente envolve um número limitado de beneficiários. No entanto, dada a magnitude da tragédia ocorrida no Rio Grande do Sul, mais de 2,3 milhões de aposentados, pensionistas e beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) estariam elegíveis para receber tal auxílio, o que exigiria um volume de recursos além do previsto no orçamento deste ano.

O Ministério da Previdência esclareceu que o valor adicional seria pago juntamente com a antecipação do benefício de maio. No entanto, essa remuneração extra deveria ser reembolsada em até 36 parcelas mensais fixas, com um período de carência de três meses. Apesar de ainda estar em vigor na prática, há uma diretriz explícita da alta cúpula do governo para que seja revogada antes de sua implementação.

Em resposta à Gaúcha ZH, o Ministério da Previdência enviou o seguinte posicionamento sobre o assunto: “Informamos que estão sendo realizadas adaptações para o uso do orçamento extraordinário, conforme estabelecido no decreto assinado pelo governo nesta segunda-feira”.

-

Como consultar meu benefício do INSS?

Uma maneira de verificar o número do benefício é entrando em contato com a central de atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) por meio do telefone 135. Este serviço está operacional de segunda a sábado, das 7h às 22h, no horário de Brasília. Basta fornecer o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) para realizar a consulta.