APOSENTADOS COMEMORAM! Ministro anunciou nesta tarde (07/06) as novas taxas de juros consignado do INSS + isenções

A partir desta semana, entraram em vigor as novas taxas de juros para o crédito consignado disponibilizado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Essa atualização, que implica uma leve redução nas taxas aplicadas, pode ter impactos significativos para aposentados e pensionistas que fazem uso deste tipo de serviço financeiro. O Ministério da Previdência Social, em conjunto com o INSS, oficializou essa atualização que passa a valer exatamente cinco dias úteis após sua publicação oficial.

Aposentados
Foto: reprodução

De acordo com o comunicado divulgado, as taxas para empréstimos pessoais consignados foram reduzidas de 1,68% para 1,66% ao mês. Da mesma forma, as taxas referentes ao cartão de crédito e cartão de benefício foram ajustadas de 2,49% para 2,46%. Estas novas condições estabelecem limites para as instituições financeiras, que não estão autorizadas a oferecer taxas inferiores aos percentuais determinados.

Por que as taxas do Crédito Consignado foram reduzidas?

As taxas do Crédito Consignado podem ser reduzidas por uma série de razões, incluindo:

  1. Política Econômica: Mudanças na política econômica do país podem influenciar as taxas de juros. Se o governo adotar políticas monetárias expansionistas, como redução da taxa básica de juros (Selic), isso pode levar à redução das taxas de juros para empréstimos, incluindo o Crédito Consignado.
  2. Competição no Mercado Financeiro: A competição entre as instituições financeiras pode levar à redução das taxas de juros como uma estratégia para atrair mais clientes. Se uma instituição reduz suas taxas, outras podem seguir o exemplo para permanecerem competitivas.
  3. Cenário Econômico Favorável: Em períodos de estabilidade econômica, com baixa inflação e bom desempenho econômico, os custos de captação de recursos pelas instituições financeiras podem diminuir, permitindo que elas reduzam as taxas de juros para empréstimos.
  4. Regulação Governamental: O governo pode intervir no mercado financeiro por meio de regulações e políticas destinadas a promover o acesso ao crédito e proteger os consumidores. Isso pode incluir limites para as taxas de juros cobradas em empréstimos, como é o caso do Crédito Consignado, que possui limites estabelecidos pelo governo.
  5. Estímulo ao Consumo e Investimento: Reduzir as taxas de juros pode estimular o consumo e o investimento, o que pode ser uma estratégia em períodos de desaceleração econômica para impulsionar a atividade econômica.

No contexto específico do Crédito Consignado, a redução das taxas de juros pode ser uma medida para tornar esse tipo de crédito mais acessível e atrativo para aposentados, pensionistas e servidores públicos, contribuindo assim para o aumento do poder de compra e para o impulso da economia.

-

Como são Aplicadas as Novas Taxas?

As novas taxas de juros do crédito consignado, conforme mencionado, entram em vigor imediatamente após a divulgação oficial da normativa. Os bancos e instituições financeiras responsáveis por oferecer esses produtos de crédito são orientados a seguir estritamente os valores estipulados, assegurando, dessa forma, a uniformidade e conformidade em todo o sistema financeiro nacional.

Impacto das Novas Taxas para Aposentados e Pensionistas

Para os aposentados e pensionistas, essa redução, embora modesta, pode facilitar o acesso a novos empréstimos ou ao refinanciamento de dívidas anteriores. Dado que os descontos são realizados diretamente na folha de pagamento dos benefícios, é crucial que as taxas sejam vantajosas para não comprometer o orçamento mensal desses cidadãos, os quais muitas vezes contam com rendimentos limitados.

-

Como Consultar as Novas Taxas de Juros?

Para consultar as novas taxas de juros do crédito consignado, você pode seguir estas etapas:

  1. Acesso ao Site do INSS ou do Banco: Verifique se o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ou o seu banco disponibilizam as informações sobre as novas taxas de juros em seus respectivos sites. Geralmente, essas informações são divulgadas em seções específicas relacionadas a empréstimos e créditos.
  2. Contato com a Agência Bancária: Caso não encontre as informações online, entre em contato com a agência bancária responsável pela concessão do crédito consignado. Você pode fazer isso por telefone ou pessoalmente, e os funcionários devem estar aptos a fornecer as taxas atualizadas.
  3. Consulta aos Canais de Atendimento: Alguns bancos oferecem serviços de atendimento ao cliente por meio de canais como chat online, e-mail ou aplicativos móveis. Você pode utilizar esses canais para obter informações sobre as novas taxas de juros do crédito consignado.
  4. Informações em Documentos Contratuais: Se você já é cliente de um banco e possui um contrato de crédito consignado, verifique se as novas taxas de juros estão especificadas no contrato ou em documentos relacionados. Caso contrário, entre em contato com o banco para obter esclarecimentos.
  5. Consulta Presencial: Se preferir, você pode ir pessoalmente a uma agência bancária e solicitar informações sobre as novas taxas de juros do crédito consignado. Os funcionários estarão disponíveis para fornecer as informações necessárias e esclarecer eventuais dúvidas.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você concorda com isso, mas você pode cancelar se desejar. AceitarLer mais