Alerta hoje (03/07) foi emitido e Bolsonaro irá ficar com CNH por mais 3 anos; entenda

À medida que avançamos em idade, é natural que nossa capacidade física e mental sofra alterações, o que pode influenciar nossa habilidade de dirigir.

Imagem: Pedro Ladeira.
Imagem: Pedro Ladeira.

Com o propósito de assegurar a segurança de todos os usuários das vias, o governo brasileiro introduziu mudanças significativas no Código Brasileiro de Trânsito (CTB) para motoristas com mais de 70 anos.

Mudanças na renovação da CNH para motoristas idosos

Antes da atualização do CTB em 2021, o prazo de renovação da CNH era único para todos os motoristas, independentemente da idade. No entanto, essa realidade mudou significativamente com as recentes modificações.

Com as alterações implementadas, os prazos de renovação da CNH foram ajustados para aumentar a frequência das avaliações médicas e de aptidão para motoristas mais velhos. Os novos períodos são os seguintes:

  • Até 49 anos: renovação a cada 10 anos;
  • Entre 50 e 69 anos: renovação a cada 5 anos;
  • Acima de 70 anos: renovação a cada 3 anos.

Essa medida visa prevenir acidentes e garantir a segurança tanto dos idosos quanto dos demais usuários das vias.

-

Objetivos das mudanças na legislação

As alterações no CTB têm como principal objetivo proteger a segurança de todos os envolvidos no trânsito. Com o avanço da idade, é natural que ocorram mudanças nas capacidades físicas e mentais dos motoristas, o que pode influenciar sua habilidade de condução.

Para prevenir acidentes, o governo aumentou a frequência das avaliações médicas e de aptidão para motoristas idosos, visando identificar possíveis limitações ou declínios que possam comprometer a segurança no trânsito. Essas medidas são destinadas a reduzir o risco de acidentes envolvendo esse público.

-

Além disso, as novas regras visam promover uma maior responsabilidade entre os motoristas mais velhos quanto à manutenção de suas capacidades de condução. Ao exigir a renovação mais frequente da CNH, eles são incentivados a monitorar regularmente sua saúde e aptidão para dirigir, contribuindo para evitar colocar em risco a si mesmos e aos outros usuários das vias.

Adaptação dos motoristas idosos

A implementação dessas alterações no CTB apresenta um desafio significativo para os motoristas idosos, que precisarão ajustar-se a uma nova rotina de renovação da CNH.

As avaliações médicas periódicas tornam-se ainda mais cruciais para esse público, pois serão utilizadas para avaliar sua aptidão física e mental para conduzir veículos. Exames oftalmológicos, neurológicos, cardiovasculares, entre outros, poderão ser requeridos.

-

É essencial que os motoristas idosos estejam conscientes das novas normas e as considerem como uma medida de segurança necessária. Compreender os fundamentos por trás dessas mudanças pode facilitar sua adaptação ao novo sistema.

Vitória Tormen

Natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, sou uma profissional comprometida com o desenvolvimento de conteúdos e a criação de posts otimizados para o Google News e Discover. Possuo uma vasta experiência em SEO técnico e SEO de conteúdo, garantindo que o material… Mais »